Recomeçar é a palavra de ordem. A pandemia acelerou mudanças nos hábitos de consumo e no mercado de trabalho. A demanda por ferramentas tecnológicas e profissionais habilitados cresceu antes do planejado, e muita gente está buscando no Marketing Digital uma oportunidade de acompanhar esta evolução e aumentar sua renda. De fato, as chances de melhores ganhos passam por aí, mas o caminho deve ser planejado, com a busca dos melhores cursos e a troca de experiências.

E, por incrível que pareça, a melhor coisa a se fazer neste momento é ter dúvidas.

Começando pelo básico: o que é Marketing Digital?

Toda ação promocional realizada online é uma ação de Marketing Digital. Simples assim. 

Comunicar, vender, comprar, convencer, agregar, até namorar… tudo hoje se faz via internet, por smartphones, aplicativos, sites, agregadores e plataformas. O marketing tradicional, aquele com grandes estratégias de convencimento e venda, anúncios enormes, comerciais de TV, custos estratosféricos, vem cedendo espaço ao meio digital, com campanhas mais focadas, personalizadas, de resultado rápido, custos acessíveis, e alta conversão.

A plataforma Think With Google constatou, na pré-pandemia, que 48% dos consumidores já adotavam preferencialmente as pesquisas e as compras online, deixando somente alguns itens do dia-a-dia para as compras presenciais. 

Na pandemia a coisa escalou. Ainda segundo a TWG, mais de 70% dos brasileiros adotaram as transações digitais nesses dois anos, assim como ampliaram o uso de meios de pagamento e ferramentas de comunicação 100% online. E a tendência é continuar crescendo.

O que houve na pandemia foi uma antecipação dos processos, com metodologias e ferramentas online sendo exigidas pelo consumidor via internet. E isso trouxe um descompasso: ainda que todos soubéssemos que este dia chegaria, muitos setores do mercado não estavam (será que já estão?) prontos para a realidade do home office, em especial o Mercado de Trabalho.

Áreas de atuação do Marketing Digital

Se os hábitos de consumo estão mudando, naturalmente os serviços, as empresas e os profissionais precisam acompanhar isso. Dentro do Marketing Digital temos várias oportunidades, e aqui vão algumas:

Social Media

É o especialista que gerencia as Redes Sociais (Facebook, Instagram, WhatsApp, YouTube, Telegram, LinkedIn) de marcas, empresas,instituições, celebridades, ou profissionais liberais, cuidando da comunicação online com clientes, parceiros, instâncias de governo, admiradores, mídia e formadores de opinião. A tarefa dele é atrair e consolidar público, interagindo, monitorando tendências, atualizando conteúdos e respondendo dúvidas.

Influenciador Digital

Algo muito forte no Marketing Digital é a validação pública de um serviço, produto ou marca. Daí a importância do Influenciador Digital, que cuida da formação de opinião favorável daquilo que é comercializado na internet, por meio de discussões, depoimentos, unpackings, tests drives, etc, gerando confiança no público-alvo ao apelo comercial. Nesse sentido, há ainda a especialidade de Criador de Conteúdo, que é o profissional focado na elaboração de artigos, de informativos, de manuais de procedimento, enfim, de conteúdo para sites, blogs e plataformas de apoio ao setor de vendas.

Redator/Copywriter

Para além da redação publicitária convencional, o Marketing Digital demanda hoje por um especialista em textos curtos de persuasão, mensagens de convencimento, de autoridade; por alguém que saiba descrever produtos em plataformas de vendas, e-mail-marketing, cartas de vendas, etc. Esse profissional é o Copywriter.

Gestor de Tráfego

É o profissional responsável, no Marketing Digital, pela compra planejada de espaços de mídia como Google Ads, Meta Ads (antigo Facebook e Instagram Ads), YouTube, Shopee, e outros. A atividade envolve um profundo conhecimento das duas pontas: daquilo que se pretende anunciar e do público-alvo, para a melhor escolha de estratégias e dos veículos de mídia.

Designer Gráfico

A área de design é muito abrangente, dentro e fora do mundo digital. Em termos gerais, o Designer é o profissional que concilia a arte com os objetivos de comunicação. E, dentro do Marketing Digital, esse profissional tem diversas especializações; como a do Marketing Designer, que é o responsável pela criação de peças publicitárias também para o mundo virtual, como: logotipos, anúncios, ilustrações, etc. Sua atividade é essencial para a criação da identidade visual de uma marca, produto ou empresa, facilitando o reconhecimento pelo consumidor.

UX Designer

É mais uma das especializações da área do Design. O UX Designer é o responsável pela estética e pela melhor navegabilidade de aplicativos, sites, páginas de venda, e-mail marketing, etc. “UX”, em inglês, é a abreviação de User Experience, remetendo ao foco desta função: melhorar a experiência de usuários/consumidores online, tornar agradável e ágil as interações entre público, empresa, produtos, ideias e serviços.

Há ainda outras atividades relacionadas, como a de Analista de SEO/SEM (para ranquear empresas, ideias, marcas e produtos nas ferramentas de busca como o Google, por exemplo), de Desenvolvedor de Ferramentas Digitais (para aplicativos, plataformas, softwares, etc), além de Videomaker, Editor, Revisor, e outros profissionais para estruturar apresentações, lançamentos de produtos, páginas de venda, atendimento online, etc

São muitas opções de carreiras e funções, comece mapeando os seus pontos fortes ou habilidades que você quer desenvolver e converse com profissionais que já atuam nessa linha para alinhar suas expectativas.

Dá pra ganhar dinheiro com Marketing Digital?

Por se tratar de um mercado em pleno crescimento, onde ainda faltam profissionais qualificados, remunera-se muito bem aqueles que geram resultado no Marketing Digital. Buscar formação e atualização na área é importante. Fuja de improvisações e fórmulas mágicas. É preciso muito critério na busca de formação complementar na área, e conhecimento leva tempo. Comece com aulas grátis no YouTube sobre o tema, e procure avaliações sobre os cursos oferecidos.

Nesse sentido, vale conferir empresas consolidadas no mercado, com cursos virtuais gratuitos na área do Marketing Digital, inclusive com certificação!

Uma outra dica é fazer parcerias em comunidades virtuais, em redes sociais, trocando serviços e qualificações com outros profissionais do ramo, em plataformas como a Behance, o LInkedIn, grupos de Marketing Digital no Telegram ou mesmo no Facebook.

Quanto ganha um profissional de Marketing Digital?

A plataforma Glassdoor permite consultar quais são – em cada cidade brasileira – as remunerações médias de diversas funções do setor, incluídas as citadas acima. Ali é possível constatar que o valor mensal médio, hoje, vai de R$ 2.500, a R$ 7.000, a depender da função, das horas dedicadas, da experiência do profissional, do regime do trabalho (freelance, mensalista, contrato, CLT), e do local de atuação.

Com muita dedicação, sem pressa, adquirindo conhecimento e experiência prática, você vai poder construir uma carreira de sucesso, ou mesmo promover um produto seu, abrindo seu próprio negócio, inclusive home-office.

CLT ou PJ? Abrir um CNPJ MEI pode ajudar neste início

A legislação em 2022 para Microempreendedores Individuais (MEI) relaciona entre as atividades permitidas (CNAEs) ao menos três que se encaixam na área do Marketing Digital:

• Edição de listas de dados e de outras informações – Código: 5819-1/00
• Operador de Marketing Direto – Código: 7319-0/03
• Serviços de Marketing Promocional – Código: 7319-0/03

Na hora de se cadastrar como MEI, você poderá escolher 1 (uma) atividade principal, e até 15 (quinze) outras atividades secundárias. Confira nosso artigo com a lista completa de atividades permitidas para MEI em 2022

Pouca burocracia e o baixo custo de manutenção de seu registro MEI são as principais vantagens em comparação a uma empresa convencional. E você terá vários dos direitos da CLT: aposentadoria por idade ou invalidez; auxílio-doença; salário-maternidade; pensão por morte; entre outros. O faturamento anual máximo permitido ao empresário MEI é, por enquanto, de R$ 81 mil, como explicamos com mais detalhes neste artigo

Está pronto para abrir o seu MEI? Você pode fazer isso sozinho, seguindo o passo a passo que mostramos neste outro artigo ou contar com a nossa equipe especializada que toma conta de toda a burocracia e entrega seu CNPJ MEI em no máximo 48 horas, clicando aqui.